Depurar eventos

Com o DebugView, você pode ver dados brutos de eventos registrados pelo seu app quase em tempo real em dispositivos de desenvolvimento. Isso é muito útil para fins de validação durante a fase de instrumentação do desenvolvimento e pode ajudar você a descobrir erros e falhas na sua implementação do Analytics, além de confirmar se todos os eventos e propriedades dos usuários estão sendo registrados corretamente.

Ativar o modo de depuração

Em geral, os eventos registrados pelo seu app são agrupados durante aproximadamente uma hora e depois são carregados juntos. Esta abordagem conserva a bateria nos dispositivos dos usuários finais e reduz o uso de dados de rede. Mas, para fins de validação da implementação do Analytics (e para ver as análises no relatório do DebugView), é possível ativar o modo de depuração no seu dispositivo de desenvolvimento para fazer upload dos eventos com um atraso mínimo.

iOS+

Para ativar o modo de depuração do Analytics no seu dispositivo de desenvolvimento, especifique o argumento de linha de comando a seguir no Xcode:

-FIRDebugEnabled

O modo de depuração permanece ativado até que você especifique o argumento de linha de comando a seguir:

-FIRDebugDisabled

Android

Para ativar o modo de depuração do Analytics em um dispositivo Android, execute as linhas de comando a seguir:

adb shell setprop debug.firebase.analytics.app PACKAGE_NAME

O modo de depuração vai permanecer ativado até que você execute a linha de comando a seguir:

adb shell setprop debug.firebase.analytics.app .none.

Web

Para ativar o modo de depuração do Analytics no seu navegador, instale a extensão do Chrome Google Analytics Debugger.

Após a instalação, ative a extensão e atualize a página. A extensão passará então a registrar eventos no seu app no modo de depuração.

No Console do Firebase, é possível ver os eventos registrados no DebugView.

Gerar relatórios sobre dados do evento

Depois de ativar o modo de depuração nos dispositivos de desenvolvimento, acesse o DebugView. Para isso, selecione a seta ao lado de StreamView no navegador superior do Google Analytics e selecione "DebugView".

Para acessar o DebugView, selecione a seta ao lado de StreamView no navegador superior do Google Analytics e selecione "DebugView"

Então, comece a utilizar o app para ver os eventos sendo registrados no relatório do DebugView.

O relatório do DebugView.

O streaming de segundos (coluna do meio) exibe os eventos que foram registrados nos últimos 60 segundos. O streaming de minutos (coluna da esquerda) exibe uma série de arquivos de eventos nos últimos 30 minutos. A coluna da direita exibe os principais eventos registrados no intervalo de 30 minutos, bem como as propriedades do usuário atual do dispositivo de desenvolvimento selecionado no momento.

Streaming de segundos

Por padrão, você verá uma lista de eventos registrados nos últimos 60 segundos. Cada evento exibe a data e a hora em que foi registrado no dispositivo de desenvolvimento. É possível clicar em um evento para ver uma lista de parâmetros associados a ele.

Uma lista de exemplos de parâmetros de eventos.

Conforme os valores das propriedades do usuário mudam durante o uso do app, você verá uma entrada para cada alteração.

Um exemplo de propriedade do usuário.

Streaming de minutos

Este stream mostra uma série de círculos. Cada um corresponde a um dos últimos 30 minutos. O número no círculo indica a contagem de eventos recebidos naquele minuto. Clique em um desses círculos para preencher o streaming de segundos com eventos que foram registrados durante aquele minuto. Isso permite que você examine os eventos registrados nos últimos 30 minutos de maneira bem detalhada.

Um exemplo do stream Minutos.

Principais eventos e Propriedades do usuário atual

A tabela dos principais eventos exibe os eventos mais registrados durante o intervalo de 30 minutos. A tabela de propriedades do usuário atual mostra o último estado do conjunto de propriedades do usuário do dispositivo de desenvolvimento selecionado no momento.

Um exemplo da tabela de eventos principais.

Seletor de dispositivo

Como diversos dispositivos de desenvolvimento podem ter o modo de depuração ativado, é possível usar o Seletor de dispositivo para escolher o dispositivo específico que será o foco do relatório do DebugView. Dessa forma, vários desenvolvedores podem se concentrar nos próprios esforços de instrumentação e validação sem afetar uns aos outros.

Um exemplo do seletor de dispositivo.