Ir para o console

Firebase Crash Reportingplat_iosplat_android

O Crash reporting gera relatórios detalhados dos erros no seu app. Os erros são agrupados em problemas baseados em rastreamentos de pilhas semelhantes e a triagem é feita de acordo com a gravidade do impacto nos usuários. Além de receber os relatórios automáticos, registre eventos personalizados para ajudar a detectar as etapas que deram origem à falha.

Para relatar erros no servidor, use o Stackdriver Error Reporting do Google, compatível com Node.js, Python, Go, Java, PHP e Ruby.

Configuração do iOS Configuração do Android

Principais recursos

Monitorar erros fatais e não fatais Monitore erros fatais no iOS e erros fatais e não fatais no Android. A triagem dos relatórios é feita de acordo com a gravidade do impacto nos usuários.
Coletar os dados necessários para diagnosticar os problemas Cada relatório contém um rastreamento de pilha completo, as características do dispositivo, dados de desempenho e as circunstâncias do usuário quando o erro ocorreu. Os relatórios semelhantes são agrupados automaticamente por problemas, facilitando a identificação dos erros relacionados.
Alertas por e-mail Ative alertas por e-mail para receber atualizações frequentes quando novas falhas forem descobertas ou regressões detectadas.
Integrar com Analytics e Configuração remota Os erros coletados são definidos como eventos app_exception no Analytics, permitindo a filtragem do público com base em quem vê os erros. O Crash reporting também é integrado ao Analytics para que você receba a lista dos eventos que precederam uma falha. Essas informações simplificam o processo de depuração.

Caso o app esteja configurado para permitir que você desative determinados recursos usando a Configuração remota, use a análise dos dados do Crash reporting para desativar os recursos associados a erros (em tipos de dispositivos específicos, se necessário) até que uma atualização do app fique pronta.
Gratuito e fácil O Crash reporting é gratuito. Além disso, após adicionar o Firebase ao app, bastam apenas algumas linhas de código para ativar esses relatórios de erros completos.

Caminho da implementação

Conectar o app Para começar, adicione o Firebase ao app novo ou existente no Firebase console.
Atualizar as dependências do projeto O Crash reporting é ativado assim que as dependências necessárias ao Podfile no iOS ou arquivo do Gradle no Android forem adicionadas. Após ativado, os dados de falhas começam a aparecer no Firebase console.
Adicionar registros personalizados As mensagens de registros personalizados complementam os detalhes enviados automaticamente em um relatório de falhas. Passe os dados personalizados como string para `FIRCrashLog()` no iOS ou `FirebaseCrash.log()` no Android. Os resultados aparecem no Firebase console.

Privacidade do usuário

O Crash reporting não coleta nenhuma informação que permita identificar uma pessoa, como nomes, endereços de e-mail ou números de telefone. Os desenvolvedores podem coletar dados adicionais usando o Crash reporting com mensagens de registro e de exceção. Esses dados não contêm informações que identifiquem um indivíduo para o Google.

Veja um exemplo de mensagem de registro que não contém informações de identificação pessoal:

FirebaseCrash.log("SQL database failed to initialize");
Agora, veja uma mensagem que contém esse tipo de informação:
FirebaseCrash.log(user.getEmailAddress() + " purchased product " + product.getID());
Se for necessário identificar um usuário para diagnosticar um problema, use as medidas de ofuscação apropriadas para tornar anônimos os dados enviados para o Google.

Próximas etapas