Testar sua implementação do Firebase Crashlytics

Forçar a ocorrência de uma falha para testar sua implementação

Você não precisa esperar por uma falha para saber se o Crashlytics está funcionando. Adicione um botão ao MainActivity do seu app para forçar a ocorrência de uma falha:

Java

Button crashButton = new Button(this);
crashButton.setText("Crash!");
crashButton.setOnClickListener(new View.OnClickListener() {
    public void onClick(View view) {
        Crashlytics.getInstance().crash(); // Force a crash
    }
});

addContentView(crashButton, new ViewGroup.LayoutParams(
        ViewGroup.LayoutParams.MATCH_PARENT,
        ViewGroup.LayoutParams.WRAP_CONTENT));

Kotlin+KTX

val crashButton = Button(this)
crashButton.text = "Crash!"
crashButton.setOnClickListener {
    Crashlytics.getInstance().crash() // Force a crash
}

addContentView(crashButton, ViewGroup.LayoutParams(
        ViewGroup.LayoutParams.MATCH_PARENT,
        ViewGroup.LayoutParams.WRAP_CONTENT))

Para testar a implementação, pressione o botão no app para forçar a falha e reabra o app para que o Crashlytics possa enviar o relatório de falhas ao Firebase. Pode levar até cinco minutos para que o relatório seja exibido no Console do Firebase.

Ativar a geração de registros de depuração do Crashlytics

Se a tentativa não causar falha, se a falha ocorrer antes do esperado, ou se você estiver enfrentando algum outro problema com o Crashlytics, ative a geração de registros de depuração para rastrear o problema.

Crashlytics versão 2.9.6 ou mais recente

Para ativar a geração de registros de depuração no seu dispositivo de desenvolvimento, defina duas sinalizações adb shell antes de executar seu app:

      adb shell setprop log.tag.Fabric DEBUG
      adb shell setprop log.tag.CrashlyticsCore DEBUG
      

Para ver os registros de dispositivo, execute o comando a seguir:

adb logcat -s Fabric CrashlyticsCore

Para desativar o modo de depuração, defina a sinalização de volta para INFO.

      adb shell setprop log.tag.Fabric INFO
      adb shell setprop log.tag.CrashlyticsCore INFO
      
Versões anteriores

Para ativar o modo de depuração no Android, é necessário antes desativar a inicialização automática ao adicionar uma linha ao AndroidManifest.xml:

<meta-data
    android:name="firebase_crashlytics_collection_enabled"
    android:value="false" />
      

Em seguida, inicialize o Crashlytics manualmente com o depurador ativado:

Java

final Fabric fabric = new Fabric.Builder(this)
        .kits(new Crashlytics())
        .debuggable(true)  // Enables Crashlytics debugger
        .build();
Fabric.with(fabric);

Kotlin+KTX

val fabric = Fabric.Builder(this)
        .kits(Crashlytics())
        .debuggable(true) // Enables Crashlytics debugger
        .build()
Fabric.with(fabric)

A seguir

  • Personalizar relatórios de erros: o Crashlytics começa a coletar relatórios de erros automaticamente assim que você adiciona o SDK. No entanto, é possível também personalizar a configuração ao incluir relatórios, registros, chaves e rastreamento de erros não fatais.