Primeiros passos com o Firebase Crashlytics

Neste guia de início rápido, descrevemos como configurar o Firebase Crashlytics no seu app com o SDK do Firebase Crashlytics para que você possa receber relatórios abrangentes de falhas no Console do Firebase.

Antes de começar

Antes de configurar o Crashlytics, é necessário registrar o projeto do Unity e configurá-lo para usar o Firebase.

  • Se o projeto do Unity já usa o Firebase, ele já está registrado e configurado para essa plataforma.

  • Se você não tiver um projeto do Unity, faça o download de um app de amostra.

    A adição do Firebase ao seu projeto do Unity envolve tarefas no Console do Firebase e no projeto do Unity aberto (por exemplo, você faz o download dos arquivos de configuração do Firebase no console e os move para o projeto do Unity).

Etapa 1: configurar o Crashlytics no Console do Firebase

  1. Clique em Crashlytics no painel de navegação à esquerda do Console do Firebase.

  2. Se o projeto do Firebase tiver vários apps registrados nele, selecione aquele que você acabou de adicionar no menu suspenso ao lado da opção Crashlytics na barra superior do Console.

  3. Clique em Ativar Crashlytics.

Etapa 2: adicionar o Firebase Crashlytics ao seu app

  1. Faça o download do SDK para Unity do Firebase e descompacte o SDK em um local prático.

    O SDK para Unity do Firebase não é específico da plataforma.

  2. No seu projeto aberto do Unity, acesse Assets > Import Package > Custom Package.

  3. No SDK descompactado, selecione a opção para importar o SDK do Crashlytics (FirebaseCrashlytics.unitypackage).

    Também é possível importar qualquer outro produto do Firebase compatível.

  4. Na janela Import Unity Package, clique em Import.

Etapa 3: inicializar o Crashlytics

  1. Crie um novo script em C# e adicione-o a um GameObject na cena.

    1. Abra seu primeiro cenário e crie um GameObject em branco chamado CrashlyticsInitializer.

    2. Clique em Add Component no Inspector para o novo objeto.

    3. Selecione seu script CrashlyticsInit para adicioná-lo ao objeto CrashlyticsInitializer.

  2. Inicialize o Crashlytics no método Start do script:

    using System.Collections;
    using System.Collections.Generic;
    using UnityEngine;
    
    // Import Firebase
    using Firebase;
    
    public class CrashlyticsInit : MonoBehaviour {
        // Use this for initialization
        void Start () {
            // Initialize Firebase
            Firebase.FirebaseApp.CheckAndFixDependenciesAsync().ContinueWith(task => {
                var dependencyStatus = task.Result;
                if (dependencyStatus == Firebase.DependencyStatus.Available)
                {
                    // Create and hold a reference to your FirebaseApp,
                    // where app is a Firebase.FirebaseApp property of your application class.
                    // Crashlytics will use the DefaultInstance, as well;
                    // this ensures that Crashlytics is initialized.
                    Firebase.FirebaseApp app = Firebase.FirebaseApp.DefaultInstance;
    
                    // Set a flag here for indicating that your project is ready to use Firebase.
                }
                else
                {
                    UnityEngine.Debug.LogError(System.String.Format(
                      "Could not resolve all Firebase dependencies: {0}",dependencyStatus));
                    // Firebase Unity SDK is not safe to use here.
                }
            });
        }
    
      // Update is called once per frame
      void Update()
        // ...
    }

Com o SDK adicionado e inicializado, o Crashlytics automaticamente passa a detectar e coletar relatórios de erros.

Etapa 4: executar seu projeto

Depois de exportar o projeto para iOS ou Android, verifique se o projeto foi exportado corretamente.

Se parecer que faltam arquivos depois de comparar seu projeto com as configurações de exportação de amostra abaixo, abra o Editor do Unity e execute o Resolvedor do Google Play Services.

iOS

Android

Execute o resolvedor (opcional)

Os resolvedores do Google Play Services garantem que seu projeto do Unity tenha as dependências apropriadas a fim de exportar seu app para iOS ou Android.

Para mais informações sobre o resolvedor, acesse o README do Resolvedor Jar do Unity.

iOS

O Resolver do iOS é executado automaticamente e aproveita o Cocoapods para colocar dependências do iOS no diretório Pods exportado.

  • Para fazer o download do Cocoapods para sua máquina:

    • Navegue para Recursos > Resolvedor do Play Services > Resolvedor do iOS > Instalar Cocoapods
  • Para ativar ou desativar a geração de podfiles (opcional):

    • Navegue para Recursos > Resolvedor do Play Services > Resolvedor do iOS > Configurações

Android

O resolvedor do Android é executado automaticamente e aproveita gradle para colocar as dependências do Android em Assets/Plugins/Android.

  • Para executar manualmente o resolvedor:

    • Navegue para Recursos > Resolvedor do Play Services > Resolvedor do Android > Resolvedor
  • Para ativar ou desativar a resolução automática, que fica ativada por padrão:

    • Acesse Recursos > Resolvedor do Play Services > Resolvedor do Android > Configurações

A seguir