Ir para o console

Testar seu app com dispositivos virtuais do Android

Com o Firebase Test Lab, agora é possível fazer testes com dispositivos virtuais como parte do novo programa Beta de dispositivo virtual. Os dispositivos virtuais são simulações virtuais fiéis de dispositivos Android Nexus. Eles têm a maior disponibilidade para programação e são mais apropriados para o desenvolvimento diário ou testes de integração contínua.

Por que usar dispositivos virtuais?

Dispositivos virtuais têm as seguintes vantagens quando comparados com dispositivos físicos:

  • Alta disponibilidade: você pode executar testes e receber os resultados mais rapidamente ao usar dispositivos virtuais. Como eles são criados sob medida, seus testes começam quase que imediatamente, proporcionando uma validação rápida do seu app. Isso os torna ideais para testar pequenas atualizações no seu app ou para testes de regressão.
  • Testes de maior duração: testes em dispositivos físicos são limitados a uma duração de 30 minutos em cada dispositivo. Já os dispositivos virtuais oferecem suporte a até 60 minutos. Isso permite executar testes de maior duração e avaliar o desempenho de um app.
  • Menor custo: cada dispositivo virtual usado para testar seu app custa US$ 1 por hora. Por serem de baixo custo, dispositivos virtuais são adequados para testes diários usando sistemas de integração contínua ou antes de verificar o código. Para saber mais, consulte o Faturamento do Test Lab.

Como testar seu app com dispositivos virtuais

É possível testar seu app com dispositivos virtuais da mesma forma que você o testa com dispositivos físicos. Basta selecionar dispositivos virtuais ao definir as dimensões para configurar uma matriz de teste:

Práticas recomendadas para testar seu app

Os dispositivos virtuais aumentam as suas opções ao testar o app com o Test Lab. Recomendamos a seguinte abordagem para testar seu app ao longo do ciclo de desenvolvimento:

  • No Android Studio: ao desenvolver seu app, use o emulador do Android Studio ou um dispositivo físico conectado para examinar cada versão para validação inicial. Se você precisar de testes de instrumentação, também será possível executá-los no Android Studio em dispositivos físicos ou virtuais fornecidos pelo Test Lab.
  • Use o Test Lab com um dispositivo virtual genérico de baixa resolução e DPI médio (MDPI, na sigla em inglês): você pode executar testes Robo e de instrumentação com mais rapidez no seu app com o dispositivo virtual smartphone genérico de baixa resolução e MDPI do Test Lab do que com outros dispositivos virtuais. O dispositivo virtual MDPI está disponível nos níveis de API 23 e superiores. Para usá-lo a partir da interface da linha de comando gcloud, use o código do modelo NexusLowRes.
  • Use sistemas de integração contínua (CI) em cada mudança de código em projetos compartilhados: se você trabalha em um projeto grande ou contribui para projetos compartilhados usando o GitHub ou sites semelhantes, recomendamos usar os sistemas de CI. Também recomendamos que você teste seus apps em dispositivos virtuais sempre que o sistema de CI for executado ou antes de cada solicitação de pull. Para saber mais sobre o uso do Test Lab com sistemas de CI, consulte Como usar o Test Lab para Android com sistemas de integração contínua.
  • Antes de liberar atualizações importantes dos apps: recomendamos usar o Test Lab para testar seu app em dispositivos físicos antes de liberar atualizações com mudanças significativas na IU e na funcionalidade. Isso garantirá que seu app funcione bem nos dispositivos físicos conhecidos e que o teste cubra qualquer funcionalidade do app que dependa de recursos físicos do dispositivo não simulados por dispositivos virtuais. Para saber mais sobre esses recursos, consulte Limitações conhecidas.

Limitações conhecidas

Alguns recursos de dispositivos físicos ainda não são simulados por dispositivos virtuais ou são simulados com algumas limitações. A tabela a seguir resume os recursos que estão indisponíveis em dispositivos virtuais no momento ou que estão disponíveis com certas limitações:

Recurso Detalhes
Interfaces binárias de aplicação (ABIs, na sigla em inglês) não x86 Os dispositivos virtuais são compatíveis apenas com ABI x86. Se você estiver desenvolvendo com Android NDK, gere um código para o conjunto de instruções x86. Para saber mais, consulte Gerenciamento de ABI

Observação: se alguns dos testes na sua matriz estiverem marcados como inválidos, pode ser que seu aplicativo dependa do código ARM nativo.
Codificação e decodificação de vídeos Atualmente, apenas a decodificação de vídeo H264 é compatível com dispositivos virtuais. A codificação de vídeo não é compatível.

Observação: vídeos de testes de dispositivos virtuais são atualmente executados em um quadro por segundo. Isso faz com que eles sejam menos fluídos que os vídeos de testes de dispositivos físicos.
OpenGL ES 3.x O OpenGL ES 3.x e bibliotecas de gráficos superiores não estão disponíveis em dispositivos virtuais.
Câmera HAL v3 Para saber mais sobre a câmera Android HAL v3.0, consulte a Visão geral da câmera HAL v3.